quinta-feira, 4 de junho de 2009

Sirvo-me

... tarde de descobertas e de entrega. Horas curtas e marcadas.
Da próxima sirvo-me . Sem mais ... nem menos. Deixar as palavras do prometido porque nunca acontecem. Servir-me da insanidade do momento.
Sem promessas mas ...
Sirvo-me.

2 comentários:

  1. e se tb servires, td será + cúmplice, e promissor :)

    ResponderEliminar