segunda-feira, 13 de julho de 2009

Levar-te-ia a voar

Não fossem tuas asas de cera
levar-te-ia a voar
por nuvens de algodão doce
banhadas pela prata da lua
levar-te-ia sustentada
por beijos soprados
qual brisa da madrugada
levar-te-ia por tempestades e clarões
de deuses insanos
por tua candura
Soariam trompetes de
Anjos ciumentos
Clamando tua passagem
Perder-me-ia no tempo
e olvidaria o amanhecer pronto
Levar-te-ia eu a voar
Não fossem as tuas asas de cera
PrincesadoDragao ... pela amizade e carinho que me merece.)

12 comentários:

  1. e este instrumental, faz-me sempre voar...

    ResponderEliminar
  2. quando te comentei ainda não tinhas escrito a dedicatoria, mas agora que aqui está, devo dizer-te que me sensibiliza mt...a princesadodragao que sabes que por ti nutre uma amizade saudável, desejando que todos os teus momentos sejam de felicidade!!!

    ResponderEliminar
  3. AnaMargarida porque tu mereces. E quem agradece sou eu ;) bjo na boxexita

    ResponderEliminar
  4. Lindo mesmo, gosto de ver a sensibilidade e o cuidado nas palavras, na construcção, na inspiração que te ilumina migo:)
    Mesmo muito lindo, parabéns aos dois:)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Que poema lindo!...

    Que o manto da amizade guarde todo o vosso carinho e que ela permaneça para sempre nas asas do tempo.

    bjo

    ResponderEliminar
  6. vim aqui voar um pouco mais, na boleia do teu poema ;)um bj (evitando a insonia, tranquilizando-me)

    ResponderEliminar
  7. Ao meu querer!
    Dias noites, estações esquecidas
    Inventei sonhos para sonhar
    Lavei mágoas, dores perdidas

    Uma árvore toca as águas da lagoa
    O nevoeiro faz desenhos nas cumeeiras
    Um Melro negro solta um pio ao acaso
    A palavra quero-te diz-se de mil maneiras


    Convido-te a ver a Cor da Claridade


    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Fiz zig em vez de zag e lá se foram os muitos comentarios que tinha a postar. As minhas dsclpas a todos os que amavelmente comentaram.

    ResponderEliminar
  9. Desnudas sem pudor a alma e transformas, de forma extraordinária, sensações em palavras.....
    Gosto muito.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  10. tulipapreta um beijo doce e obgdo ;)

    ResponderEliminar
  11. Sinto-te voar comigo!
    Entramos nos portais oniricos
    chegamos á origem da alma
    onde nada vive senão o desejo,
    morada secreta,
    inacessivel,
    prodigioso lugar
    onde permanecer é começar
    sempre
    insanas viagens!...


    Doces beijos...

    ResponderEliminar
  12. um cheiro a framboesa que inebria....
    um sentir de pura alegria....
    um azul que se perde de vista....
    um misto de fantasia....
    um caminhar na sinfonia....
    um alargar de harmonia....
    um milésimo de segundo, valioso,
    dado com estima, com um tom próprio...
    algo se instala, algo se inala,
    larga o seu perfume e arde no lume...
    vem de mansinho, com jeitinho,
    como gato que se perde na noite,
    que mostra o brilho do seu olhar matreiro e sabido,
    a magia do seu mistério,
    o seu império....
    na seda do seu pelo vem o toque,
    como um simples e belo acorde,
    no miar o seu chamar,
    na agilidade a vontade,
    de ser gato pardo na noite...
    um milésimo de segundo,
    perdido e achado no mundo....

    linda homenagem,linda...
    bjs de luxo

    ResponderEliminar