quinta-feira, 30 de julho de 2009

Sirvo-me

Insanidade minha
Gemidos teus
Sonoros e cadenciados
aprisionada pelas ancas
madrugada fria
lençois estendidos
fantasmas de branco
roçando em nós
gemes balbuciando
prazeres que tens
vezes que te vens
eu em ti
Animalescamente
gemes
violento-te agora
possuindo sem dó
uso-te servindo-me
proibido eu

8 comentários:

  1. Momento(s)
    louco prazer de SER-VIR :)

    bjo

    ResponderEliminar
  2. Migo, é que estás mesmo proibido de instigar desejos e de me lembrar estas coisas,rs, eu que tanto me quero esquecer do que é e de como é bom, e penso que é mau, rsrs, vens tu e pronto, despertas o pior e o melhor, com amigos assim ninguém precisa de inimigos, rs
    beijinhos e juizoo!

    ResponderEliminar
  3. Liliana e eu ia lá pensar que isto instiga? cof cof...e dia lá se não sou até um inimigo dos bons :p
    beijo

    MZ louco é (foi) favor ;) bjo

    ResponderEliminar
  4. Violência e paixão em desejos a consumar.
    Sempre.
    Bj

    ResponderEliminar
  5. Eu já não digo é nada, rs, deixa-me estar para aqui caladita, concentrada cá nos fechos do meu pensamento, que é bem melhor,rs, beijinhos migo, beijinhos

    ResponderEliminar